Mensagem da Direção

facebook Instagram Youtube

Notícias

Mensagem da Direção


Metropolitana: Tempo de Consolidação

Metropolitana: Tempo de Consolidação

METROPOLITANA:
TEMPO DE CONSOLIDAÇÃO


Na última década, a Metropolitana foi diversas vezes notícia de imprensa e nem sempre, há que reconhecê-lo, pelos melhores motivos. Agora, ao completarmos a primeira metade do mandato da atual Direção da Associação Música Educação e Cultura (AMEC | Metropolitana), temos a perceção de que esses tempos turbulentos estão hoje – esperamos que definitivamente - para trás. A Metropolitana encontra-se em trajetória de recuperação financeira e de estabilidade laboral e, por isso mesmo, estamos a iniciar uma fase de consolidação do projeto artístico e do projeto pedagógico.

A partir da Temporada 2015/16, que se inicia em setembro próximo, a OML contará, pela primeira vez em muitos anos, com um Concertino titular, a violinista Ana Pereira, escolhida em concurso público internacional; verá reforçados os seus naipes de cordas; e alargará, se possível, os seus horizontes de atuação a África e ao Extremo Oriente. A estabilização das condições de funcionamento da OML permitir-nos-á, nesta temporada, abordar as três oratórias litúrgicas (Natal, Páscoa e Ascensão) de J. S. Bach, a continuação, em terceira edição, do bem-sucedido projeto do Atelier de Ópera da Metropolitana, e a apresentação, em Guimarães e Lisboa, do projeto Cabul, desenvolvido pela Metropolitana com o coreógrafo e encenador Rui Horta, com música de Morton Feldman, que coroa a associação artística daquele criador às últimas temporadas da OML.

No plano pedagógico, a Academia Nacional Superior de Orquestra (ANSO) emitiu em 2015 um total de 25 diplomas de licenciatura nos três cursos que ministra: instrumentistas de orquestra, piano para música de câmara e acompanhamento; e pela primeira vez 4 dos seus recém-licenciados terão acesso ao posto de músicos estagiários remunerados da OML, durante uma temporada. A partir de setembro, dois prestigiosos professores virão enriquecer os quadros docentes da ANSO: o Prof. Artur Pizarro, um dos mais conceituados pianistas portugueses, e o Prof. Marc Ramirez, primeiro contrabaixo da Orquestra Gulbenkian. Ao mesmo tempo, introduzimos alterações nas instalações que permitirão melhorar a frequência dos alunos do Conservatório e da Escola Profissional da Metropolitana.

Temos, naturalmente, muitos projetos. Mas não poremos em causa a sustentabilidade da Associação através de iniciativas demasiado ambiciosas ou de gestos desgarrados que não encontrem resposta no mercado a que nos dirigimos. Por isso, é tão importante para nós o contacto regular com o nosso público. O novo site da Metropolitana, online desde 1 de setembro, é um passo em frente na modernização e funcionalização da comunicação institucional da Associação.


António Mega Ferreira
Diretor Executivo